Av. Nossa Srª dos Navegantes, Edifício Palácio do Café, 675, Sala 701, Enseada do Suá, Vitória - ES, CEP 29.050-912

Central de Atendimento

(27) 3100-2019 | 27 3014-8008
(27) 9 9933-7517 (somente ligação)
(27) 9 9698-9329 (somente WhatsApp)

Funcionamento:
Segunda a sexta-feira de 8h às 17h

Generic selectors
Exact matches only
Buscar em títulos
Buscar no conteúdo
Post Type Selectors
Buscar em posts
Buscar em páginas

Indústria capixaba demandará por mais de 180 mil novos profissionais até 2023

  • 24 de janeiro de 2020

A Confederação Nacional da Indústria – CNI – divulgou recentemente o Mapa do Trabalho Industrial. De acordo com o estudo, nos próximos 5 anos o país precisará qualificar 10,5 milhões de trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico, qualificação profissional e aperfeiçoamento para atender às demandas de um mercado de trabalho em franca transformação. Já no Espírito Santo, o estado terá de qualificar 184.448 trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico, qualificação e aperfeiçoamento até 2023.

 

A demanda prevista pelo estudo inclui, em sua maioria, o aperfeiçoamento (formação continuada) de trabalhadores que já estão empregados. Em parcela menor (26%) estão aqueles que precisam de capacitação para ingressar no mercado de trabalho (formação inicial). Nesse grupo estão pessoas que vão ocupar tanto novas vagas quanto postos já existentes e que se tornam disponíveis devido a aposentadorias, dentre outras razões.

 

FORMAÇÃO DE TÉCNICOS – As áreas que mais vão demandar a capacitação de profissionais com formação técnica no Espírito Santo são transversais; metalmecânica; energia e telecomunicações; logística e transporte; e informática. Profissionais com qualificação transversal trabalham em qualquer segmento, como técnicos em eletrotécnica e técnicos de controle da produção.

 

Confira no link abaixo o estudo completo, indicando em quais áreas específicas que a indústria capixaba vai mais demandar até 2023:

Mapa do Trabalho na Indústria – Espírito Santo

 

O estudo constata que a maior demanda será pelo aperfeiçoamento – a formação continuada – de trabalhadores que já estão empregados. Em seguida, vêm aqueles que precisam de formação inicial para ingressar no mercado de trabalho, tanto para ocupar novas vagas quanto para ocupar postos abertos devido à aposentadoria.

 

*Com informações da CNI/SENAI

 

 

Últimas notícias

IDAF adere à tecnologia e facilita a entrega das medições de terras via site

A fim de melhorar e agilizar a entrega dos documentos e de solicitações para requerimentos, o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo…
Ler mais...

Vitória Stone Fair: CRT-ES marca presença e recebe técnicos

O Conselho Regional dos Técnicos Industriais participou no dia 30 de janeiro a 02 de fevereiro da Feira Vitória Stone Fair, que aconteceu no Pavilhão…
Ler mais...

CRT-ES participa do videocast Mundo Offshore

No início desta semana, na segunda-feira (5), o CRT-ES participou do videocast Mundo Offshore, apresentado por Thelmo Tonini, Técnico em Instrumentação e funcionário da maior…
Ler mais...

Indústria capixaba demandará por mais de 180 mil novos profissionais até 2023

  • 24 de janeiro de 2020

A Confederação Nacional da Indústria – CNI – divulgou recentemente o Mapa do Trabalho Industrial. De acordo com o estudo, nos próximos 5 anos o país precisará qualificar 10,5 milhões de trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico, qualificação profissional e aperfeiçoamento para atender às demandas de um mercado de trabalho em franca transformação. Já no Espírito Santo, o estado terá de qualificar 184.448 trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico, qualificação e aperfeiçoamento até 2023.

 

A demanda prevista pelo estudo inclui, em sua maioria, o aperfeiçoamento (formação continuada) de trabalhadores que já estão empregados. Em parcela menor (26%) estão aqueles que precisam de capacitação para ingressar no mercado de trabalho (formação inicial). Nesse grupo estão pessoas que vão ocupar tanto novas vagas quanto postos já existentes e que se tornam disponíveis devido a aposentadorias, dentre outras razões.

 

FORMAÇÃO DE TÉCNICOS – As áreas que mais vão demandar a capacitação de profissionais com formação técnica no Espírito Santo são transversais; metalmecânica; energia e telecomunicações; logística e transporte; e informática. Profissionais com qualificação transversal trabalham em qualquer segmento, como técnicos em eletrotécnica e técnicos de controle da produção.

 

Confira no link abaixo o estudo completo, indicando em quais áreas específicas que a indústria capixaba vai mais demandar até 2023:

Mapa do Trabalho na Indústria – Espírito Santo

 

O estudo constata que a maior demanda será pelo aperfeiçoamento – a formação continuada – de trabalhadores que já estão empregados. Em seguida, vêm aqueles que precisam de formação inicial para ingressar no mercado de trabalho, tanto para ocupar novas vagas quanto para ocupar postos abertos devido à aposentadoria.

 

*Com informações da CNI/SENAI